F.A.Q / Dúvidas


É a reunião de pessoas físicas e/ou jurídicas, promovida pela administradora, com prazo de duração previamente estabelecido, com a finalidade de propiciar a seus integrantes a aquisição de bens móveis e imóveis, por meio de autofinanciamento.
É a reunião mensal dos consorciados do mesmo grupo para a realização de sorteios e oferta de lances.
Através de sorteios ou lances.
Lance é um adiantamento ao Grupo de Consórcio que o consorciado oferece para ter direito ao adiantamento de sua contemplação. É ofertado em percentual e depende da oferta de lance de outros consorciados. Aquele que ofertar o maior percentual é contemplado. Os lances podem ser ofertados até às 12h do dia da realização da Assembléia através de Fax, e-mail (sac@consorciosolucao.com.br) ou presencial.”
Os sorteios são realizados através da extração do primeiro prêmio da Loteria Federal. As assembléias com datas que coincidam na segunda, terça e quarta-fera usarão a extração da Loteria Federal do sábado anterior. As assembléias que coincidam na quinta e na sexta-feira usarão a extração da Loteria Federal da quarta-feira anterior. Para chegarmos à suposta cota contemplada, é preciso dividir o número do primeiro prêmio da Loteria Federal pelo número máximo de participantes permitidos para o grupo, e a fração deste resultado deve ser multiplicado pelo número máximo de participantes permitidos para o grupo. Ex: Extração do 1º prêmio da Loteria Federal = 99358 Prazo Grupo: 50 Resultado 1º Prêmio: 99358 Nº. Máximo Cotas: 200 Resultado da Divisão: 496,79 Fração: 0,79 Nº. Máximo Cotas: 200 Cota Contemplada: 158
É a parte que cabe ao consorciado. É o número que o identifica no grupo para concorrer ao sorteio e/ou lance.
Nas datas pré-estabelecidas pela administradora. Depende do grupo participante.
As normas, regulamentos e fiscalização do Sistema de Consórcio estão sob a responsabilidade do Banco Central do Brasil.
Cabe a administradora fazer o agrupamento das cotas. Tão logo o grupo estiver com o número suficiente de adesões, é marcada a primeira assembléia e comunicado aos consorciados.
Trata-se de fundo de proteção destinado a garantir o funcionamento do grupo em determinadas situações. Pode ou não ser adotado pela Administradora, bem como outros mecanismos de proteção ao grupo, como seguros de quebra. É importante observar que se houverem recursos excedentes quando do encerramento do grupo, serão devolvidos proporcionalmente aos consorciados. O Consórcio Solução não utiliza fundo de reserva.
É a essência do Consórcio, é com a contemplação (sorteio ou lance), que o consorciado obtém o direito de adquirir o bem objeto do seu plano.
Será necessária a apresentação de documentos pessoais, comprovantes de renda e residência, atualização cadastral e apresentação da documentação relativa ao bem objeto pretendido.
Após aprovada a documentação exigida, o crédito será disponibilizado imediatamente para a retirada do bem.
Sim. O consorciado pode optar pela marca e modelo de sua preferência.
Caso o consorciado escolha um bem de menor valor, o valor excedente será creditado em sua na cota como antecipação de parcelas. O valor das parcelas continuará inalterado e o consorciado terminará sua participação no grupo antecipadamente. Caso o consorciado escolha um bem de maior valor, este deverá complementar o valor do bem junto à concessionária e o valor das parcelas também continuará o mesmo.
As parcelas serão atualizadas na mesma proporção de reajuste no preço do bem objeto do plano. Esses reajustes de preço são de responsabilidade do fabricante.
O atraso nos pagamentos das parcelas implicará nas seguintes situações: A) O consorciado ficará impedido de participar do sorteio e/ou lance na assembléia de distribuição de bens, em que ocorrer o atraso do pagamento; B) Arcará com juros de 1% ao mês e multa de 2% sobre as parcelas não pagas, cujo valor será calculado sobre o preço atualizado do bem; C) Se o não contemplado atrasar mais de uma prestação, poderá ser excluído do grupo conforme estabelecido em contrato; D) Caso já esteja de posse do bem e o atraso for superior a 30 dias, a administradora poderá executar as garantias fornecidas pelo consorciado, além de cobrar multas e juros.
A) Estando cancelado, solicitar a reativação da cota e efetuar o pagamento das parcelas vencidas ou solicitando diluição das mesmas; B) Se o valor das parcelas estiver pesando seu orçamento você poderá, com a concordância da administradora, optar por um bem de menor valor; Assim sua prestação diminuirá na mesma proporção do valor do bem escolhido; C) Procure a Administradora para fazer um acordo. Ela não estará obrigada a aceita-lo e algumas vezes não poderá mesmo fazê-lo. Entretanto fará o possível para ajudá-lo.
Sim, poderá a transferência ser efetuada a qualquer momento, bastando apenas que o vendedor e o comprador dirijam-se à sede da administradora, filial ou concessionária conveniada, para assinar o documento de cessão e transferência de direitos, bem como preencher a ficha cadastral do adquirente, e efetuar o pagamento da taxa relativa a transferência.
Através do boleto bancário enviado mensalmente, podendo ser liquidado em qualquer agência bancária até a data do vencimento.